sexta-feira, 18 de outubro de 2013

VOO TRANSCENDENTAL - Sandro Henrique Souza

Num voo transcendental e sem asas, atravesso um portal e volito pelo espaço descomunal do incógnito infinito. Em instantes de liberdade, fora dos densos recintos, vejo o mundo por ângulos distintos e os seres sem formas na projeção do meu voo livre. Mas minha mente ainda projeta sombras de arvores das florestas dos meus sonhos. Meu viajar tem tempo limitado, mas lá não há tempo nem paredes que me limitam de passar. Pois nessas extensões colossais as leis são dessemelhantes e não há limites para o direito de amar. O voo quer terminar, mesmo que não seja um voo alado, para me fazer voltar ao envoltório fechado. Mas, não quero despertar, pois meu inconsciente ainda se faz presente e tampouco quer se encarcerar. E de onde estou ainda vejo o mundo e a existência por semiplanos diferentes. Será que não tenho o direito de vê-los como os vejo?...

Sandro Henrique Souza
Copyright © 2013
Texto protegido por direitos autorais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


"Os dados reais da vida não têm valor para o artista, são unicamente um ensejo para manifestar o seu gênio." (Marcel Proust)

"Toda a obra de arte é uma personalidade. O artista vive nela, depois dela ter vivido longo tempo dentro dele."

A Arte de Escrever

A Arte de Escrever
"A escrita é a pintura da voz."
"O artista como artista sente menos do que os outros homens porque produz ao mesmo tempo que sente, e nesse caso há uma dualidade de espírito incompatível com o estar entregue a um sentimento."
(Alberto Caeiro).

"O tempo não é uma medida. Um ano não conta, dez anos não representam nada. Ser artista não significa contar, é crescer como a árvore que não apressa a sua seiva e resiste, serena, aos grandes ventos da primavera, sem temer que o verão possa não vir. O verão há de vir. Mas só vem para aqueles que sabem esperar, tão sossegados como se tivessem na frente a eternidade. "(Rainer Maria Rilke).

A caridade é o processo de somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus. (Emmanuel)

"Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás."

"Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás."
“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra. Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei. Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.”